Buscando extravasar a singularidade da Cíntia Sato, capturamos o que, por vezes, mostra-se esquivo e indomável. A naturalidade tomou corpo em fotografias que dizem livremente o que se é, sem temores ou anseios: livre. Para além de registros fotográficos, as imagens capturadas foram uma experiência de percepção sobre si mesma, um olhar de dentro, um afago visual-emocional da trajetória pessoal e profissional da modelo.
DIREÇÃO, ROTEIRO, CAPTAÇÃO E EDIÇÃO
André Luiz (@ala.png)
Sempre teve vontade de se expressar através da fotografia ou do vídeo?

OUTROS PROJETOS